quinta-feira, 21 de março de 2013


Tenente coronel Serpa implementa policiamento ciclístico em Jequié



Na última segunda-feira (18), o Ten. Cel. Valci Góis Serpa de Oliveira iniciou o policiamento ciclístico no centro de Jequié, cujo principal objetivo é o de intensificar o policiamento ostensivo e sobretudo, elevar a presença física dos policiais militares nas áreas comerciais, onde o fluxo de pessoas é maior.

O policiamento Ostensivo em bicicletas já existem em outras polícias militares do Brasil e em alguns países, a modalidade ciclística de policiamento tem uma aplicação ainda mais ampla. Na Holanda, por exemplo, o policiamento ciclístico é uma prioridade, tendo em vista que naquele país, existem muito mais bicicletas do que carros. Em Jequié, o policiamento de bicicleta dará ao policial mais agilidade nos deslocamentos e maior flexibilidade nas ações e ainda conservará a característica básica da modalidade do policiamento ostensivo a pé - a proximidade com o cidadão e a capacidade de locomoção em lugares onde o policiamento motorizado não consegue atender.

O policiamento Ostensivo Ciclistico é indicado para locais onde pretende-se prevenir pequenos delitos, como furtos e roubos, bem como, em áreas de lazer e esporte onde o grande número de adeptos e praticantes são alvos constantes de delinquentes contumazes. Nesta ótica, o comandante do 19º BPM vem pensando o policiamento em bicicletas inicialmente no centro da cidade durante o horário comercial e também na Avenida Cesar Borges nos horários de maior movimento de atletas e praticantes das atividades de cooper.

" O Policiamento Ciclistico será muito útil na aplicação das atividades operacionais no centro da cidade, principalmente no que tange ao aumento do impacto visual e consequente elevação da sensação de segurança. O objetivo maior é proporcionar à toda comunidade jequieense mais tranquilidade para exercer suas atividades do cotidiano, tanto no trabalho no centro da cidade, quanto no lazer e esporte na Avenida César Borges"- afirmou o Ten. Cel. Valci Góis Serpa de Oliveira, comandante do 19° BPM.

Um comentário:

  1. O problema é o clima desertico da cidade,o centro cheio de aclive e a bike é o que há de pior no mercado

    ResponderExcluir