quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Após onda de violência no aterro do Flamengo, PM reforça policiamento com dez policiais em bicicletas 

Medida de segurança é adota das 14h às 22h na região

  •  
Um rapaz, suspeito de praticar furtos na região, foi espancado e amarrado nu em poste no Flamengo por um grupo de "justiceiros"Divulgação/Facebook
Após uma onda de assaltos no aterro do Flamengo, na zona sul do Rio, a Polícia Militar começou uma operação de patrulhamento em bicicletas no local. No total, são dez PMs do Bptur (Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas) que se dividem em duplas das 14h às 22h por toda a região.   
Apesar da nova medida, o aterro fica sem policiamento no período da manhã até o dia 15 de fevereiro. A intenção é que a partir desta data um novo grupo de policiais militares possam atuar das 6h às 14h.    
A equipe atual foi responsável pela prisão de sete suspeitos na última sexta-feira (31), quando começou o ciclopoliciamento.   

Suspeitos de prender rapaz em poste são detidos  
Na madrugada desta terça-feira (4), um grupo de 14 jovens — maiores e menores de idade — também foi detidopor policiais militares do 2º Batalhão da PM, de Botafogo, zona sul do Rio de Janeiro. Segundo a PM, eles são suspeitos de integrar grupo que se denomina Justiceiros do Flamengo e que seria responsável por agredir e amarrar um rapaz menor de idade a um poste com uma trava de bicicleta na última sexta (31).    

Nenhum comentário:

Postar um comentário